Multa de trânsito: como proceder após receber uma?

Multa de trânsito: como proceder após receber uma?

Recebeu uma multa no trânsito e não sabe o que fazer? Confira um passo a passo com dicas de como agir após receber uma notificação de multa de trânsito.

As multas de trânsito são aplicadas sempre que o condutor do veículo descumprir alguma regra do Código de Trânsito Brasileiro. O débito de multa só passa a valer depois de decorrido o prazo legal de defesa, que poderá ser apresentado caso o condutor não concorde com a multa aplicada.

A aplicação de multas de trânsito é feita por diferentes órgãos — federais, estaduais e municipais. O condutor deve conhecer as regras e saber como agir sempre que receber em sua casa uma notificação para pagamento de multa.

O que é uma notificação de multa?

A notificação de multa é um aviso enviado pelo órgão fiscalizador ao proprietário do veículo avisando a respeito do cometimento da infração de trânsito. Essa notificação é enviada antes da multa propriamente dita e serve para que o proprietário indique o condutor (caso não tenha sido ele) e/ou apresente uma defesa, nos casos em que não concordar com aquela multa.

Caso não apresente defesa, deverá pagar a multa até a data do vencimento. Com isso, é possível ter um desconto no valor. A pontuação será aplicada conforme as regras vigentes e considerando o tipo de infração e particularidades de cada motorista.

Como proceder para realizar o pagamento da multa?

Quando você receber a notificação da multa, ainda não é possível realizar seu pagamento. O proprietário deve esperar o envio da autuação para, então, pagar a mesma.

O que diferencia a atuação da notificação é que a primeira vem com um código de barras, que possibilita a realização do pagamento. Aqueles que fazem recurso precisam aguardar o julgamento do mesmo para realizar (ou não) o recolhimento do valor relativo à multa aplicada.

Como recorrer da multa de trânsito?

Na notificação você tem acesso a todas as informações sobre a multa e o recurso (prazos para interposição e endereço para envio do recurso). Via de regra, é necessário apresentar cópia do documento de identidade, dos documentos do veículo, da notificação da multa e do recurso propriamente dito.

No recurso você vai apresentar as razões pela qual entende que a multa não é válida. É interessante apresentar documentos que possam contestar a infração, como: fotos do local, cópia de comprovantes, recibos, atestados, documentos que comprovem problemas de sinalização, enfim, que ajudem a fortalecer os seus argumentos.

É possível contar com o suporte de empresas especializadas em recursos para multas de trânsito: avalie essa possibilidade, já que ela costuma ser bastante utilizada pelos motoristas que precisam recorrer de suas multas.

O que são os JARIs?

As Juntas Administrativas de Recursos de Infrações, também conhecidas como JARIs, são órgãos que compõem o Sistema Nacional de Trânsito Brasileiro e que estão previstos no Código de Trânsito Brasileiro.

Elas têm como sua principal atribuição julgar os recursos interpostos pelos motoristas contra as penalidades aplicadas pelos órgãos de trânsito. Somado a isso, podem solicitar informações complementares relativas aos recursos e encaminhar aos órgãos de trânsito e entidades executivas, informando sobre problemas identificados nas autuações e apontados em recursos.

Quais os órgãos que aplicam multas de trânsito?

Vários órgãos podem realizar autuações de trânsito, e isso acaba gerando dúvidas no momento em que se recebe uma multa. A seguir, elencamos os principais órgãos autuadores:

  • Polícia Rodoviária Federal (PRF);
  • Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT);
  • Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT);
  • Departamento Nacional de Estradas e Rodagens (DNER);
  • Departamento de Trânsito — DETRAN Estadual;
  • Departamento de Estrada e Rodagens Estadual;
  • Órgão de fiscalização de trânsito da prefeitura municipal.

Cada órgão tem um código específico e, para saber qual é o órgão responsável pela autuação, basta verificar o cabeçalho do auto de infração, da notificação de autuação ou da notificação de penalidade de multa.

leia também: O que define o preço da gasolina?

Geralmente, no documento constam o endereço do órgão e o site oficial. É importante saber qual é o órgão responsável, pois será para ele que você vai enviar a sua defesa prévia caso opte pela realização do recurso.

Lembrando que no caso específico de apresentação de multas de trânsito para os órgãos municipais, é necessário consultar o município que aplicou a respectiva multa e solicitar informações, tendo em vista as particularidades de cada caso.

Fredson

Fredson

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos