O que é Governança de TI?

O que é Governança de TI?

Estabelecimento de padrões e procedimentos relacionados à tecnologia da informação, responsabilidade financeira, recuperação de desastres, confidencialidade e retenção de dados. Dessa forma, é por esses fatores (e muitos outros) que você deverá entender o que é Governança de TI e como ela poderá ajudar seus negócios. 

Além disso, considerando a importância desta área para o crescimento e a inovação dos negócios, é inegável que sua gestão deverá ser voltada para a eficiência, segurança e operação das organizações. 

Adquirir os conceitos e frameworks de governança de TI podem ajudar, inclusive, a alavancar o resultado de uma terceirização de serviços de TI.

Portanto, pensando nisso, criamos este conteúdo para abordar os principais pontos desse tema. No entanto, mostraremos a seguir algumas incríveis informações sobre Governança de TI. Se você deseja simplificar tarefas, auxiliar os funcionários em seu trabalho estratégico e automatizar a tecnologia, confira este artigo!

É um grande desafio, não é?

Percorremos a gráfica, os enormes computadores e hoje podemos gerenciar a equipe por meio de softwares móveis, abrir contas e aprender idiomas. Portanto, entender a Governança de TI não é mais prerrogativa das maiores empresas de software. 

Além disso, a era digital estimula as maiores empresas públicas e privadas, bem como algumas empresas extremamente conservadoras, a abrirem novas soluções e métodos de comunicação para seus clientes.

Porém, o maior problema é que várias dessas empresas não veem a tecnologia da informação como uma área complexa que requer ferramentas específicas, gerenciamento e planejamento. 

No entanto, não faz sentido reduzir o departamento de TI às pessoas que reiniciam o sistema quando ocorre um erro, certo? Portanto, neste artigo, você entenderá exatamente o que é Governança de TI e por que deverá prestar atenção a ela. 

O que é Governança de TI?

A Governança de TI é um conjunto de práticas administrativas de monitoramento, controle, supervisão e integração que envolve a estratégia entre a área de tecnologia e as demais áreas da empresa. 

Em outras palavras, faz parte da governança corporativa. Portanto, o objetivo principal é desenvolver estratégias que não sejam eficazes apenas para digitalização e automação de processos. 

Eles também deverão atender às necessidades financeiras, de marketing e de vendas. Ou seja, suponha que os profissionais de TI, aprendam sobre ferramentas de big data por meio de uma grande empresa internacional de software. 

Entretanto, a empresa para a qual ele trabalha se concentra em pequenos dados para estudar seus clientes em profundidade e aumentar a fidelidade.

Obviamente, teremos conflitos entre as equipes de TI, finanças, estratégia e relacionamento com o cliente, certo? Portanto, a ideia da Governança de TI, é integrar todos os departamentos para maximizar a eficiência estratégica e ajustar os objetivos da empresa. 

Entretanto, evita-se o ruído de desenvolvimento e aplicabilidade no projeto. Além disso, a Governança de TI, monitoramento da qualidade dos produtos e serviços, e atendimentos personalizados são alguns dos fatores básicos que atraem clientes.

Qual é o papel da Governança de TI?

O objetivo da Governança de TI, é:

  • Apoiar a tomada de decisão informada;
  • Controlar os processos internos;
  • Garantir a segurança da informação;
  • Otimizar a aplicação de recursos.

Possui estreita relação com a governança corporativa. Entretanto, qual é a relação entre governança de TI e governança corporativa? No entanto, a governança de TI faz parte da governança corporativa, com atenção especial à tecnologia da informação e seus resultados. 

Além disso, no cenário empresarial, desempenha papel de destaque na formulação de estratégias de negócios. Portanto, perceba que a governança de TI não é apenas uma área de suporte aos processos de negócios. Ajuda a determinar os objetivos da organização e é uma parte básica do planejamento estratégico da empresa.

Por que implementar governança de TI

Vantagem competitiva

Entender o que é governança de TI e implementá-la em sua empresa terá um impacto positivo na qualidade dos serviços e produtos prestados. Entretanto, quando compramos software de segurança, ou seja, o objetivo é fazer com que funcione da forma mais eficiente possível, né isso? Portanto, o monitoramento da Governança de TI, faz exatamente isso. 

Além disso, sabemos que desenvolvimento, qualidade e tecnologia são os três principais fatores que se destacam dos concorrentes.

Aumento da confiabilidade dos clientes

Se o seu software, app ou qualquer produto digital nunca falha, ou falha, então ele deve estar em um estado obsoleto. No entanto, até mesmo seus jogos e aplicativos de música tiveram problemas, não é? Isso é completamente normal, entretanto, há muitos fatores que afetam a estabilidade e a aplicabilidade das atualizações de ferramentas digitais. 

No entanto, com as diretrizes e políticas de governança de TI, o sistema se tornou mais estável e padronizado. Claro, o resultado é o aumento da confiança do cliente no melhor serviço e entrega do produto, o que é essencial.

Otimização dos investimentos

Na verdade, esta é uma série de benefícios de compreender a governança de TI. Além disso, no tópico anterior, vimos que o fracasso da operação destruirá a confiança do cliente. 

No entanto, se isso acontecer, sua empresa pode ter que enfrentar a perda financeira de perder clientes. Sempre que o retorno ultrapassa o capital investido, dizemos que o investimento é acertado. 

Portanto, se você comprou ferramentas de tecnologia e está perdendo clientes, então este não é um bom investimento, correto? No entanto, esse problema costuma ocorrer no mercado atual. 

São tantas as inovações, e elas acontecem tão rápido que vários gestores querem acompanhar, mas se esquecem do planejamento, da governança e da avaliação das reais necessidades da empresa. Em suma, nenhuma boa ferramenta de governança pode produzir retornos negativos.

Veja também: Como Aproveitar ao máximo o Home Office

Como aplicar a Governança de TI

Antes de aplicar a governança, deve haver profissionais qualificados para exercer essa função. Além disso, sabemos como isso é raro hoje. Entretanto, lembre-se, ele será responsável por estabelecer e monitorar todo o desempenho técnico. 

Isso inclui planejamento integrado, vendas, compras, sistemas de atendimento ao cliente, etc., portanto, a eficiência do seu investimento em tecnologia deverá estar nas mãos de profissionais qualificados. 

Depois dessa “expansão”, entramos na estratégia de TI, que define as diretrizes, políticas e práticas a serem seguidas por toda a equipe de tecnologia da informação. Contudo, é claro, há padronização na localização de riscos e definição de processos.

Fredson

Fredson

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos